[BOX] - Confissões Reformadas + Livro grátis

Código: KE63LF2J8 Marca:
3x de R$ 15,66
R$ 80,00 R$ 47,00
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 47,00 sem juros
    • 2x de R$ 23,50 sem juros
    • 3x de R$ 15,67 sem juros
    • 4x de R$ 12,10
    • 5x de R$ 9,82
    • 6x de R$ 8,31
    • 7x de R$ 7,22
    • 8x de R$ 6,41
    • 9x de R$ 5,78
    • 10x de R$ 5,28
    • 1x de R$ 47,00 sem juros
    • 2x de R$ 23,50 sem juros
    • 3x de R$ 15,66 sem juros
    • 4x de R$ 12,64
    • 5x de R$ 10,25
    • 6x de R$ 8,67
    • 7x de R$ 7,54
    • 8x de R$ 6,69
    • 9x de R$ 6,03
    • 10x de R$ 5,50
    • 11x de R$ 5,07
    • 1x de R$ 47,00 sem juros
    • 2x de R$ 23,50 sem juros
    • 3x de R$ 15,66 sem juros
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Livro 1 - O HEREGE GLORIOSO & TRÊS HOMENS CHEGARAM A HEIDELBERG

Sobre o livro

A Reforma Protestante do século XVI legou-nos inúmeros exemplos de coragem, perseverança, amor e fé, e também muitos documentos confessionais, entre os quais estão a Confissão de Fé Belga (1561) e o Catecismo de Heidelberg (1563).

​O autor da Confissão de Fé Belga foi um pregador fiel perseguido por causa de sua fé e fidelidade a Deus. Viveu a maior parte de sua vida como fugitivo. Seus perseguidores o consideravam um pregador herege e por isso o enforcaram.

Depois, a Providência de Deus reuniu três homens na cidade de Heidelberg, onde um príncipe pediu a um pregador eloquente e a um professor habilidoso que escrevessem uma confissão de fé. Foi então que surgiu o Catecismo de Heidelberg.

​As histórias por trás desses dois documentos históricos e o relato da vida dos seus autores, estão neste livro.

“Era o dia anterior a Pen­tecos­tes, 31 de maio de 1567, quando o carcereiro acordou Guido de Brès, às três da manhã, para lhe dizer que seria executado três horas mais tarde. Guido foi autorizado a dizer adeus aos outros prisioneiros, e fez isso com discreta alegria. 'Irmãos', disse-lhes, 'esta manhã fui condenado à morte por causa da doutrina do Filho de Deus. Louvores sejam dados a Ele. Eu estou feliz. Nunca ousei pensar que Deus me daria tal honra'. Peregrin de la Grange, seu companheiro de ministério, foi executado primeiro. Quando chegou a vez de Guido, ele parou ao pé da escada para orar, mas não lhe permitiram terminar. De pé na escada, com a corda ao pescoço, ele rogou que fossem fiéis à Palavra de Deus que ele lhes havia pregado. En­quanto ainda falava, o carrasco recebeu um sinal e lançou sua vítima da escada”.

​É importante dizer que, dada a quantidade de documentos comprobatórios existentes, essas histórias não podem jamais ser consideradas como estórias. De fato, elas relatam o pano de fundo e as circunstâncias sob as quais a Confis­são de Fé Belga e o Catecismo de Heidelberg foram elaborados.

 

​Depoimento

“Apesar de este livro contar a história da vida e obra do homem Guido de Brès e dos três homens que chegaram a Heidelberg, em cada linha eles diminuem, enquanto Jesus Cristo, o Deus-homem, se agiganta. Somente a Deus seja a glória.”

— Kenneth Wieske, Instituto João Calvino

​“As duas maiores Confissões de Fé Reformadas do século XVI, a Confissão de Fé Belga e o Catecismo de Heidelberg, foram escritas nos primeiros anos da década de 1560. Ambas têm contextos  históricos fascinantes, que envolvem vidas sacrificadas em martírio. Neste livro, de fácil leitura, Thea B. van Halsema conta essas histórias de maneira cativante. Se você quiser apreciar a Fé Bíblica Reformada mais profundamente, juntamente com a sua rica herança confessional, então leia este livro!”
— Dr. Joel R. Beeke, Puritan Reformed Theological Seminary

 

Livro 2 - As Três Formas de Unidade das Igrejas Reformadas

A CONFISSÃO BELGA, O CATECISMO DE HEIDELBERG E OS CÂNONES DE DORT

3.ª Edição  Revisada com Harmonia e Referências Cruzadas

Sobre o livro

Uma maneira de apresentar os três padrões doutrinários que compõem As Três Formas de Unidade das Igrejas Reformadas é resumir o conteúdo de cada um deles com uma frase: A confissão Belga — “A simplicidade e profundidade da fé”; O Catecismo de Heidelberg — “O livro da consolação em Jesus Cristo”; Os Cânones de Dort — “A vitória da gloriosa graça de Deus”. Cada um desses padrões possui uma notória e particular beleza individual. Contudo, ainda mais notável é a beleza coletiva que eles apresentam quando estão reunidos. Por isso, o nome As Três Formas de Unidade não é uma designação artificial ou forçada. Na verdade, ele reflete a mais pura verdade, a saber, que juntos, esses três documentos confessionais formam de fato uma unidade de fé gloriosa e inabalável. Além disso, essas confissões apresentam, de modo claro e bíblico, o Evangelho da graça de Deus em Cristo Jesus.

A Confissão Belga teve sua origem na Bélgica. O seu autor, Guido de Brès, foi um pregador das Igrejas Refor­madas. Ele preparou essa confissão no ano de 1561 para protestar contra a cruel opressão por parte do governo católico-romano. Guido de Brès foi martirizado por causa da Fé no ano de 1567, mas a sua confissão sobreviveu.

O Catecismo de Heidelberg foi publicado na Alemanha em 1563. Ele foi escrito pelo professor de Teologia Zacarias Ursinus e pelo pregador da corte do Palatinado Gaspar Olevianus, para ser um instrumento na instrução na fé cristã. É o mais influente e o mais geralmente aceito catecismo da época da Reforma.

Os Cânones de Dort, também conhecido como Os Cinco Artigos Contra os Arminianos, são exposições doutrinárias que foram adotadas pelo Sínodo de Dort realizado nos Países Baixos em 1618/1619. O Sínodo foi convocado por causa de uma séria perturbação causada às Igrejas Refor­madas pelo surgimento do Armini­anismo. Jacó Armínio, professor de Teologia na Universidade de Leyden, e seus seguidores desviaram-se da Fé Reformada em cinco pontos. O Sínodo rejeitou esses erros e reafirmou a doutrina Reformada nos seguintes pontos: a eleição incondi­cional, a expiação limitada, a depravação total, a graça irresistível e a perseverança dos santos.

Depoimento

“Todos nós cremos com o coração e confessamos com a boca que há um só Deus...”.

Assim começa o primeiro artigo da Confissão Belga. É uma alusão às palavras do apóstolo Paulo em Romanos 10.10: “Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação”.

Confessar de coração a fé que temos é um ato imprescindível para a salvação de cada filho de Deus. Mas o ato de crer e confessar não acontece de qualquer modo ou apenas individualmente. O filho de Deus crê e confessa como membro do Corpo — como membro da Igreja de Cristo

A fé cristã é cheia de emoção, mas não é apenas emoção. A fé cristã é cheia de sentimento, mas não é apenas sentimento. É exatamente pelo fato de ter conteúdo que a fé nos emociona e produz sentimentos tão profundos em nós. A Bíblia fala sobre “a fé que uma vez por todas foi entregue aos santos” (Jd 3). Não se entrega sentimentos; não se entrega emoções. Judas, assim como os demais escritores do Novo Testamento, entende que a fé é objetivamente o conteúdo do ensino apostólico.

De fato, a unidade da Igreja se encontra na confissão de uma mesma fé. A unidade da Igreja não se acha numa cultura comum, num padrão econômico comum, numa história comum. A unidade da Igreja se acha naquilo que ela crê e confessa. A Igreja é “coluna e baluarte da verdade”, e essa verdade, que a Igreja defende e proclama, é algo que transforma pecadores mortos em filhos do Deus vivo.

— Kenneth Wieske
Instituto João Calvino, Pernambuco, Brasil

 

BÔNUS - IGREJA APOSTÓLICA 

A Bíblia tem alguma coisa a dizer sobre como a Igreja Cristã deve ser regida? Esta é uma questão que, raramente, recebe a atenção que merece. Mas, este livro a responde de forma agradável e atraente. Thomas Witherow estudou o assunto profundamente; ele expõe seis princípios muito decisivos, tirados do ensino e da prática dos Apóstolos. Ele, então, analisa os vários sistemas de governo eclesiástico à luz deste princípios bíblicos, chegando a conclusão clara e precisa de que "o Sistema Presbiteriano de governo eclesiástico está mais próximo à forma que existiu na Igreja Apostólica da que qualquer outro".

O autor começou o seu estudo do assunto um tanto inseguro de que o Sistema Presbiteriano pudesse resistir a um escrutínio detalhado e rigoroso das Escrituras. Mas, antes de terminar as pesquisas, as suas dúvidas tinham se desvanecido diante de uma investigação cabal das evidências bíblicas. E no decorrer do estudo, ele leu todos os escritos dos defensores mais capacitados dos sistemas rivais. Não é de admirar pois, que James Begg, ele mesmo um grande escritor, descreveu este livro como sendo "muito consistente e satisfatório".

Depois de um ministério de 20 anos no Condado de Londonderry, na Irlanda do Norte, Witherow (1824-1890) passou o restante de sua vida como professor de História da Igreja na cidade de Londonderry. Ele foi o autor de vários livros, inclusive um volume maior sobre este mesmo assunto, The Form of the Christian Temple.

3x de R$ 15,66
R$ 80,00 R$ 47,00
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

Site da Editora CLIRE. Agora mais fácil de usar e sempre com promoções incríveis.

Pague com
  • PayPal Express
  • PagSeguro
Selos
  • Site Seguro

Centro de Literatura Reformada - CNPJ: 05.456.119/0001-97 © Todos os direitos reservados. 2019